Vinho de Domingos Alves de Sousa

 

Tal como tem sido hábito nos últimos 10 anos, Domingos Alves de Sousa reuniu a imprensa especializada para apresentar novidades nesta época do ano. Neste caso em particular, o Abandonado 2011, vinho acabado de ser lançado no mercado.

De cor retinta, aromas a frutos silvestres, mata e uma mineralidade profunda, na boca revela-se portentoso, com taninos ainda indomáveis, acidez vibrante, enorme frescura, tudo numa torrente que percorre o palato e que nos garante uma coisa muito simples: o ideal será adquiri-lo agora mas esperar alguns anos para o degustar. Sim, é vinho para abrir daqui a cinco, ou mais cinco ou até outros cincos anos. O PVP é de 85€.

No Ritz, em Lisboa, Domingos Alves de Sousa e o filho, Tiago, atualmente com a totalidade da operação enológica, orientaram uma prova vertical com todas as edições do Abandonado. Além da novel 2011, ainda as de 2009, 2007, 2005 e 2004. O vinho nasce numa parcela de vinhas velhas com mais de 80 anos, situada nas cotas mais altas da Quinta da Gaivosa, no Douro.

JJS | WINE - A Essência do Vinho