Em Braga, Guimarães, Monção e Melgaço

O Minho terá em junho pretextos acrescidos de interesse. O Consórcio MINHO IN, que integra as Comunidades Intermunicipais (CIM) do Alto Minho, Cávado e Ave, apresentou o projeto ESSÊNCIA DO MINHO, que contempla a realização de um festival enogastronómico, uma prova de vinhos que traz até à região um conceituado painel de especialistas internacionais e uma wine party num dos cenários mais memoráveis de todo o país.

Em Conferência de Imprensa realizada esta quinta-feira, em Ponte de Lima, os três presidentes das CIM (José Maria Costa, presidente da CIM do Alto Minho, Manuel Baptista, presidente da CIM do Ave, e Ricardo Rio, presidente da CIM Cávado) justificaram o projeto como potenciador de três dos recursos mais significativos da região: a gastronomia, os vinhos e o património (natural e edificado). Aumentar a notoriedade da oferta que a região proporciona nesses domínios e comprovar a diversidade dos vários territórios são os demais objetivos.

Um dos principais destaques do cartaz do projeto é o evento enogastronómico MINHO FESTIVAL, nos dias 5, 6 e 7 de junho no Mosteiro de Tibães, em Braga.

Três restaurantes (L’Eau Vive - Hospedaria Convento de Tibães, Delicatum e Hamburgueria Alta Burguesia) estarão em funcionamento permanente, com menus que combinam os sabores mais tradicionais e novas versões da cozinha e dos produtos minhotos.

Igualmente disponíveis em permanência no evento, 40 expositores apresentam dezenas de produtos tão variados como doçaria tradicional, enchidos, queijos, vinhos e até artesanato, sempre com possibilidade de aquisição.

Destaque ainda para as apresentações de cozinha ao vivo dos chefes Renato Cunha (do restaurante Ferrugem, em Famalicão) e de António Loureiro (chefe do Hotel Meliá Braga, recentemente distinguido “Chefe Cozinheiro do Ano 2014”), bem como para a aula de cozinha para crianças, dirigida pela Nutrir, que pretende alertar os mais novos para a importância de uma alimentação saudável. A emblemática Doçaria da Cruz de Pedra fará ainda uma demonstração de um dos mais notáveis exemplares da doçaria tradicional portuguesa, o Pudim Abade de Priscos.

Provas comentadas de vinhos do Minho, dirigidas pela enóloga Raquel Sousa, e uma sessão que combinará vinho e música clássica ao vivo complementa o programa, já disponível para consulta detalhada online, em www.essenciadominho.com .

Especialistas em Monção e Melgaço,
grande celebração em Guimarães

O primeiro momento da ESSÊNCIA DO MINHO é a prova MINHO WINE TASTING, que traz à região especialistas de sete nacionalidades: Brasil, Espanha, França, Holanda, Polónia, Suécia e, claro, Portugal. O conjunto de jornalistas e críticos de vinhos vai provar cerca de uma centena de amostras de

produtores das áreas geográficas que integram os territórios de atuação das CIM do Alto Minho, Ave e Cávado, em sessões que decorrerão no Museu do Alvarinho, em Monção, e no Solar do Alvarinho, em Melgaço, nos dias 3 e 4 de junho, respetivamente.

A comitiva de especialistas será constituída pelos brasileiros Alexandre Lalas (crítico de vinhos no portal www.alexandralalas.com.br e colaborador da revista “Gula”) e Miguel Icassati (especialista em gastronomia e vinhos, revistas “Veja” e “Gosto”), o francês Eric Riewer (editor de vinhos do famoso guia “Gault Millau”), o polaco Pawel Bravo (crítico da revista “Magazyn Wino”), o sueco Fredrik Âkerman (especialista em vinhos que colabora com o projeto “Din Vinresa”), a holandesa Leonie Mooijekind (jornalista da revista “Jan Magazine”), o espanhol Luis Paadín (sommelier, autor do guia anual “Vinhos e Destilados da Galiza” e colaborador das rádios Coruña e Voz) e os portugueses Manuel Moreira (sommelier, formador e crítico de vinhos, colabora com as revistas “WINE” e “Escanção”), Rui Falcão (jornalista e crítico de vinhos, colabora com o suplemento “Fugas” do jornal “Público” e a revista “WINE”) e Nuno Guedes Vaz Pires (diretor da revista “WINE”).

Além das sessões de prova, que decorrem sempre pela manhã, os especialistas terão ainda oportunidade de contactar in loco com as especificidades do terroir da sub-região de Monção e Melgaço, podendo conhecer projetos, viticultores e enoturismos que são mais-valias em todo o Minho. Casos do Palácio da Brejoeira e da Quinta da Pedra, em Monção, Quinta do Reguengo, Quintas de Melgaço, Soalheiro e Quinta de Folga, em Melgaço.

O derradeiro momento da ESSÊNCIA DO MINHO está agendado para 13 de junho, no Paço dos Duques, em Guimarães.

A partir das 22h30, a MINHO WINE NIGHT traduzir-se-á numa divertida wine party, que pretende contextualizar os vinhos do Minho num ambiente festivo, ajudando a desmistificar barreiras de momentos de consumo e aumentando a notoriedade dos vinhos do Minho junto de novos consumidores.

Música ao vivo e atuações de dj’s, jogos de luzes e wine bars com vinhos do Minho constituem a programação do evento.

O projeto ESSÊNCIA DO MINHO, promovido pelo Consórcio MINHO IN, tem produção da EV-Essência do Vinho. 

Redação | WINE – A Essência de Vinho