Foi aprovado por unanimidade, em Assembleia Legislativa, o projeto lei da autoria do deputado estadual Marlon Santos que declara o Vale dos Vinhedos Património Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul.

A novidade vem tranquilizar empreendedores e moradores da região – localizada na Serra Gaúcha e que engloba os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul – quanto à proteção do território. “Agora estamos resguardados quanto à instalação de empreendimentos que não estejam de acordo com o perfil do Vale dos Vinhedos. Temos mais força para proteger o nosso território, dando prioridade a investimentos alinhados com a nossa vocação enoturística”, afirma Rogério Carlos Valduga, presidente da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale).

Outra vantagem da lei é a facilidade na obtenção de verbas públicas para projetos culturais e turísticos: “A iniciativa não garante total segurança ao património do Vale, porém é mais um mecanismo de proteção, e é isso que precisamos. Além disso, amplia possibilidades para captação de recursos”, conclui o dirigente associativo.
 

Redação | WINE – A Essência do Vinho
www.essenciadovinho.com