Até 19 de julho

O Cais do Sodré (Jardins Móveis, Passeio da Ribeira das Naus) recebe, até ao próximo dia 19, a segunda edição do festival Tascas no Cais. A crer pela boa adesão registada no dia de arranque, quinta-feira, espera-se um fim de semana animado com vista sobre o Tejo, petiscos portugueses e o bom tempo a convidar para a harmonização com as cervejas artesanais Super Bock Seleção 1927. Ainda a não perder as sessões de cozinha ao vivo.

As degustações variam entre 3€  e 12€, dos petisco mais intemporais a outros, mais contemporâneas. As propostas são mais de meia centena e estão a cargo dos quatro restaurantes representados no recinto, em funcionamento contínuo: Can The Can, Cantina LX, Tasca de Três (a reunião dos chefes Nuno Diniz e Nuno Barros, a que se juntam o foodie Rodrigo Meneses e alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa) e Taberna da Rua das Flores. À semelhança da edição anterior, nomes conceituados da cozinha portuguesa serão desafiados a reinterpretar petiscos, em sessões de cozinha ao vivo: Vitor Sobral (Tasca e Cervejaria da Esquina, Lisboa, São Paulo e Luanda), dia 11, pelas 19h; Bertílio Gomes (Chapitô à Mesa, Lisboa), dia 12, pelas 14h; Justa Nobre (O Nobre, Lisboa e Estoril), dia 17, pelas 21h; e André Magalhães (Taberna da Rua das Flores, Lisboa), dia 18, pelas 21h.

De 10 a 18 de julho, Tascas no Cais funcionará das 12h às 24h, e no último dia, dia 19, das 12h às 16h. A entrada tem um custo de 3€, com oferta de uma cerveja Super Bock Original, de segunda a sexta-feira, das 17h às 24h, e aos fins de semana, todo o dia. Nos dias de semana a entrada é gratuita, entre as  12h e as 17h. O festival é uma organização da Super Bock e da EV-Essência do Vinho, com os apoios da Câmara Municipal de Lisboa, EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural e ATL – Associação de Turismo de Lisboa.

Diana Ferreira | WINE – A Essência do Vinho