Evento inaugura sexta-feira, pelas 18h, e prolonga-se até domingo.

Degustações de espumantes e produtos regionais, novos lançamentos, provas comentadas, show cooking e música.

Já provou sushi doce de Alvarinho? E trufa de Alvarinho ou mesmo macarons de espumante? E sabia que os produtores do concelho de Melgaço produzem uma média anual de 150 mil garrafas de espumantes por ano? Se está curioso, o ideal será mesmo programar uma visita à edição de estreia da Festa do Espumante de Melgaço que decorre este fim de semana. O evento inaugura sexta-feira, pelas 18h, com as presenças do presidente do Município de Melgaço, Manoel Batista, e do secretário-geral da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, Rui Solheiro.

Até domingo, no Largo Hermenegildo Solheiro, no centro de Melgaço, o cartaz inclui a apresentação e lançamento de novos produtos, degustações de espumantes, provas comentadas, sessões de show cooking e música ao vivo.

As duas dezenas de espumantes têm assinatura dos produtores Soalheiro, Dona Paterna, Quintas de Melgaço, Quinta do Regueiro, Reguengo de Melgaço, Alvaianas, Terras da Aldeia, Adega do Sossego, Casa de Canhotos, Encostas da Cabana e Terras de Real. Dos rosados aos brancos, boa parte tem por base a casta rainha da sub-região, o Alvarinho.

O sommelier Manuel Moreira, wine educator e colaborador da revista WINE – A Essência do Vinho, ministra provas comentadas de espumantes de Melgaço, em cada um dos dias do evento. Serão autênticos workshops educativos, que ajudarão os participantes a captar as especificidades dos espumantes de Melgaço, aquilo que os diferencia dos demais, as harmonizações gastronómicas que permitem.

Festa do Espumante de Melgaço terá igualmente uma forte componente gastronómica, desde logo com o funcionamento, em permanência, dos restaurantes O Brandeiro e Paris, que no total confecionarão mais de 30 propostas distintas – petiscos como bifes de presunto, alheira de bísaro, salpicão, chouriça de sangue assada, salada de polvo e de bacalhau, pataniscas, iscas de fígado, moelas, picadinho e hambúrguer de carne Cachena, a pratos mais substanciais, como cabrito assado, naco de cachena, dobrada, feijoada, entre outros.

No dia 21, pelas 14h30, o mediático chefe Hernâni Ermida protagoniza a primeira sessão de cozinha ao vivo. O chefe, dos mais populares e mediáticos cozinheiros do país, devido às constantes aparições televisivas, na imprensa escrita e através de livros de receitas, vai apresentar criações com produtos identificados com Melgaço.

À mesma hora, mas no dia 22, será a vez do chefe Vítor Matos. Detentor de uma cozinha apurada que traduz muita investigação, técnica imaculada e criatividade apoiada no conhecimento das raízes dos produtos e dos “terroirs” gastronómicos, após alguns anos com estrela Michelin na Casa da Calçada, em Amarante, enfrenta agora um desafio pessoal, o restaurante Antiqvvm, na cidade do Porto. Em Melgaço promete uma reinterpretação surpreendente da cozinha local.

Festa do Espumante de Melgaço conta também a participação de produtores regionais – Melgaço em Sabores, Prados de Melgaço e Quinta de Folga. Queijos, enchidos e doçaria não faltarão, sendo de realçar os momentos das apresentações e lançamentos de novos produtos como o “sushi doce de Alvarinho” e a “trufa de Alvarinho Casta Boa” e queijos de cabra “Prados de Melgaço”.

O evento decorre dia 20, das 18h às 2h; dia 21, das 12h às 2h; e dia 22 de novembro, das 12h às 18h. A entrada é livre, tendo a aquisição do copo um custo de 2,50€. Os espumantes a copo terão um preço de 2€ e, em garrafa, a partir dos 6€ (rosado/tinto) e dos 8€ (Alvarinho). A participação nas diferentes atividades também é livre, estando apenas sujeita ao número de lugares disponíveis.

Festa do Espumante de Melgaço é uma organização da Câmara Municipal de Melgaço, com produção da EV-Essência do Vinho.

 

Redacção | WINE - A Essência do Vinho