Aproveitando as condições naturais do Alentejo para promover as herdades e adegas da região e potenciar o consumo dos vinhos alentejanos, a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) está a apostar no enoturismo, organizando programas que associam visitas a produtores e provas de vinho a atividades como a observação de aves e de estrelas, a fotografia e a gastronomia.

Para isso, a CVRA estabeleceu já parcerias com a Birds & Nature Tours, a Natugrafia - Associação de Fotógrafos da Natureza e o chefe José Julio Vintém. A presidente daquela comissão vitivinícola explica: "Pretendemos aumentar o enoturismo no Alentejo, através da integração de valores únicos da nossa região, que gostaríamos de ver associados à marca Vinhos do Alentejo."

A aposta no enoturismo acontece numa altura em que os números relativos aos vinhos da região revelam-se bastante positivos. De acordo com a CVRA, os Vinhos do Alentejo detêm, na categoria engarrafados com classificação DOC e IG, a maior quota de mercado nacional em valor (43,53%) e em volume (39,81%). Entre 1995 e 2012, o número de produtores aumentou de 45 para 350, sendo a área total de vinha aprovada para DOC Alentejano de 11.763 hectares. Atualmente representam 16,47% da produção total de vinho em Portugal e são os que mais exportam, tendo havido, em 2011, um aumento de 34,5% das exportações para fora da União Europeia.


Redação | WINE-A Essência do Vinho
www.essenciadovinho.com