Lybra tinto 2013, Madrigal branco 2015 e Quinta do Monte d’Oiro Reserva tinto 2012

A Quinta do Monte d’Oiro lança três novas colheitas: Lybra tinto 2013, Madrigal branco 2015 e Quinta do Monte d’Oiro Reserva tinto 2012. O diretor-geral, Francisco Bento dos Santos, realça que os vinhos “exprimem ao máximo o terroir da propriedade”.

Lybra tinto 2013 é um monovarietal elaborado a partir da casta Syrah. Apresenta-se como um vinho de versátil harmonização, tendo estagiado 12 a 15 meses em barricas de carvalho francês. Arrecadou a medalha de ouro no “Concurso de Vinhos de Lisboa 2016”. Também monovarietal, composto por Viognier, Madrigal branco 2015 combina frescura e mineralidade, prometendo grande potencial de evolução em garrafa. Já Quinta do Monte d’Oiro Reserva tinto 2012, elaborado a partir das castas Syrah (96%) e Viognier (4%), assume-se complexo e concentrado, tendo passado por estágio de 18 a 22 meses em barricas de carvalho francês.

A Quinta do Monte d’Oiro, localizada em Alenquer, na região vitivinícola de Lisboa, soma 42 hectares, dos quais 20ha são vinha. Para além da presença no mercado nacional, os vinhos Quinta do Monte d’Oiro garantem representatividade em países como França, Holanda, Suíça, Bélgica, Alemanha, Finlândia, República Checa, EUA, Canadá, Brasil, Angola e China.

Redação | WINE – A Essência do Vinho