Uma dezena de personalidades relembradas

Em 84 anos, o IVDP – Instituto dos Vinhos do Douro e Porto conheceu uma dezena de presidentes. Todos foram esta segunda-feira homenageados pelo 11º líder do instituto, Manuel de Novaes Cabral, em cerimónia realizada nas instalações do Porto do IVDP.

Criado em 1933, o instituto tem sido uma peça-chave para o região do Douro, função que Manuel de Novaes Cabral recordou durante o tributo tendo, entre outras particularidades, sublinhado o facto de o IVDP ter a primeira câmara certificada de provadores do mundo. A atualidade, traduzida em números, indica que as vendas de vinhos da região (DOC Douro e Porto) atingiram 536 milhões de euros em 2016, um aumento de 5% face ao ano anterior. 

O embaixador Francisco Seixas da Costa foi o orador convidado desta homenagem. Sendo dos mais experientes e reconhecidos diplomatas portugueses, apesar de ser natural de Vila Real admitiu ter sido em Londres que aprendeu a provar e a gostar de Vinho do Porto. Na intervenção que fez, atravessou momentos capitais da história do Douro e relatou experiências pessoais vivenciadas com os vinhos da região. Terminou realçando a aceitação crescente que os vinhos DOC têm obtido, sobretudo da crítica especializada internacional, e realçou o papel do IVDP enquanto referencial de estabilidade para o Douro.

JJS | Revista de Vinhos - A Essência do Vinho