A Herdade Vale de Évora, na região do Baixo Alentejo, lança um novo projeto vínico com a apresentação de duas referências, um branco e um tinto.

‘Discórdia’ nasceu em 2009 - quando 10 hectares de vinha foram plantados na propriedade de Paulo Alho, de 550 hectares, integrada no Parque Natural do Vale do Guadiana - e, em 2017, vê revelados os primeiros frutos. Discórdia branco 2015 foi produzido a partir das castas Verdelho, Arinto e Antão Vaz e apresenta uma grande frescura aromática com notas tropicais e citrinas, final refrescante e intenso. Também de final intenso, com taninos gulosos, Discórdia tinto 2014 é composto por Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Touriga Franca e Syrah. No nariz, anuncia notas de fruta silvestre, ligeiro floral e um toque de esteva. Os rótulos têm o PVP de 6€ e de 6,5€, respetivamente.

O enólogo Diogo Lopes assume que o perfil destas referências “pode sair do padrão tradicional do Alentejo” (de vinhos “mais redondos e polidos”). ‘Discórdia’ é um projeto de “vinhos de raça, muito autênticos e com caráter, que mantêm uma aresta típica da região”, realça. A produtividade da vinha ainda é relativamente baixa (cerca de 4 toneladas por hectare), mas outros lançamentos poderão estar na calha. A aguardar em garrafa, encontra-se já um Grande Reserva tinto de 2013.

Redação | Revista de Vinhos – A Essência do Vinho