Este sábado, 24 de junho, a Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz (CARMIM) irá a eleições para a administração.

O atual presidente Miguel Feijão, em declarações à Rádio Campanário (rádio regional alentejana), afirma que o balanço do mandato de três anos é “altamente positivo”, nomeadamente no que diz respeito à redução para metade da dívida da CARMIM. “Voltámos a ser líderes de mercado”, revela.

Miguel Feijão, que tomou posse em 2014, apresenta a recandidatura e a intenção de reestruturar a CARMIM nas vertentes administrativa e de recursos humanos. Avança ainda que irá procurar novos mercados, colocando os vinhos do Alentejo na “posição que merecem” a nível mundial.

Redação | Revista de Vinhos