Pela primeira vez na história, o FIFA World Football Museum, em Zurique, na Suíça, acolheu uma prova de vinhos. E foi uma região portuguesa, o Alentejo, a fazer essa estreia, com um evento que recebeu algumas centenas de convidados, entre os quais o presidente da organização máxima para o futebol, Gianni Infantino.

Gianni Infantino fez questão de provar os vinhos dos 12 produtores representados: Adega Mayor, Anta de Cima – Argila Wines, Adega Cooperativa da Vidigueira, Encostas de Alqueva, Enoforum - Carmim Group, Herdade do Esporão, Herdade da Mingorra, Herdade dos Grous, Lusovini, Monte do Álamo, Reynolds Wine Growers e Susana Esteban. 

Já o suíço Thomas Vaterlaus, jornalista e crítico de vinhos, conduziu uma masterclass que percorreu “dois séculos e cinco décadas de Vinhos do Alentejo”, e que incluiu rótulos históricos e marcantes da região portuguesa, como o Mouchão tinto 1963, Borba Reserva tinto 1970 e Quinta do Carmo Garrafeira tinto 1986, entre outros.

"Apresentar os vinhos de uma das mais reconhecidas Regiões Vitivinicolas de Portugal e do Mundo numa cidade tão cosmopolita como Zurique atraiu um público profissional e consumidor diversificado oriundo dos 5 continentes", afirmou Francisco Mateus, Presidente da CVRA, acrescentando que "a escolha do local, o Museu do Futebol Mundial, mostra que o Alentejo e os seus Produtores têm uma permanente capacidade para surpreender, atrair e conquistar novos profissionais e  consumidores. A presença neste mercado estratégico sairá, certamente, reforçada", concluiu Francisco Mateus.

Considerada um grande sucesso pela organização, a prova de vinhos do Alentejo no FIFA World Football Museum, realizada esta quarta-feira, contou com mais de 300 convidados, foi promovida pela CVRA  - Comissão Vitivinícola Regional Alentejana, com produção da EV-Essência do Vinho. De recordar que desde 2016, a Suíça é o quarto principal mercado de exportação dos vinhos alentejanos.

Redação | Revista de Vinhos