Já é conhecida nova edição de um dos vinhos ícones portugueses, o Pêra Manca. A Fundação Eugénio de Almeida (FEA) apresentou a colheita 2008, quinta-feira à noite, em Évora.

Produzido apenas em anos considerados de exceção, este Pêra Manca é elaborado a partir das castas Aragonês e Trincadeira, de talhões selecionados de vinhas com mais de 25 anos. Começou por estagiar 18 meses em tonéis de carvalho francês, seguindo-se um estágio em garrafa, nas caves do Convento da Cartuxa.

O Pêra Manca tinto 2008, com assinatura do enólogo Pedro Batista, tem, de acordo com a FEA, preço sob consulta.

Nuno Guedes Vaz Pires | WINE-A Essência do Vinho