"Ir ao Porto e não saborear uma francesinha equivale a visitar Roma e não ver o papa", escreveu J.A. Dias Lopes, conceituado crítico gastronómico brasileiro no caderno “Paladar” do jornal "O Estado de São Paulo", ele que também é diretor de redação da revista brasileira “Gosto” e colaborador da “WINE-A Essência do Vinho”. Já com fama granjeada além fronteiras, a francesinha é o tema de um festival gastronómico que a cidade do Porto abraça, de 9 a 18 de novembro próximos.

O projeto de dinamização económica e social da Baixa do Porto “1ª Avenida” tutela a iniciativa, cuja organização é da EV-Essência do Vinho.  O evento decorrerá na Praça D. João I, intitulando-se “Francesinha na Baixa”, e contará a elaboração de francesinhas, em permanência, por alguns dos mais famosos restaurantes e cervejarias portuenses: Alicantina, BB Gourmet, Capa Negra, Cufra e Porto Beer.  O “Francesinha na Baixa” desafia também conceituados chefes de cozinha a apresentar uma francesinha de assinatura bem pessoal. Rui Paula (dos restaurantes DOC e DOP) será o primeiro a estrear as sessões de cozinha ao vivo no festival, dia 9, às 22h. Segue-se Nuno Diniz (York House) e Rui Martins (Quinta del Rei), dia 10, às 17h; Vitor Sobral (Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina), a 11, às 13h; Luís Américo (Mesa, Mercado e Forneria São Pedro), a 16, às 22h; e Dalila e Renato Cunha (Ferrugem), a 17, às 17h.

Animação e música completam o programa do evento, a decorrer das 19h às 24, no primeiro dia, das 12h às 24h, de 10 a 17, e das 12h às 16h, no último domingo. A entrada tem um consumo obrigatório de 2€, com oferta de uma bebida, e a participação nas atividades está apenas sujeita a inscrição no local.

O “1ª Avenida - Dinamização Económica e Social da Baixa do Porto” é um projeto comparticipado pelo Programa Operacional Temático Valorização do Território (POVT), do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN 2007-2013), no domínio de intervenção “Ações Inovadoras Para o Desenvolvimento Urbano”, integrando o Eixo Prioritário V – Infraestruturas e Equipamentos Para a Valorização Territorial e no Desenvolvimento Urbano, e irá decorrer até ao final de 2013, tendo como área de intervenção toda a zona dos Aliados e a sua envolvente mais próxima, numa área total de 17,4 hectares, delimitada pela Rua de Sá da Bandeira, Praça da Trindade, Estação de São Bento, Largo dos Lóios e Rua do Almada.


Redação | WINE-A Essência do Vinho