Mais de quatro mil pessoas já estiveram presentes no primeiro fim de semana do FRANCESINHA NA BAIXA, evento gastronómico que está a decorrer na Praça D. João I, no Porto, até ao próximo dia 18, domingo. 

Os visitantes têm à disposição cerca de duas dezenas de francesinhas diferentes, das mais clássicas às mais vanguardistas, confecionadas em permanência e ao ritmo de 12 horas diárias por cinco dos mais conceituados restaurantes da cidade, representados no evento: Alicantina, BB Gourmet, Capa Negra, Cufra e Porto Beer. O menu dos restaurantes inclui ainda a possibilidade de escolha de diversas entradas e sobremesas.

“As melhores expetativas que tínhamos para o evento foram, e logo neste primeiro fim de semana, largamente superadas. Além de uma forte adesão dos portuenses é com muito agrado que também verificamos que o festival está a atrair público de outras zonas do país e várias centenas de turistas estrangeiros, que estão de visita à cidade e aproveitam para conhecer uma iguaria que é emblemática”, diz Nuno Botelho, diretor da EV-Essência do Vinho, empresa que organiza a iniciativa.

“O festival está ainda a ter um feedback paralelo nos próprios locais da cidade que confecionam francesinhas. Muitos restaurantes têm-nos transmitido que houve um aumento significativo de vendas de francesinhas desde a passada sexta-feira e com isso sai beneficiada toda a economia da cidade. Acreditamos que essa tendência se acentuará até ao próximo dia 18 e que este festival reúne todas as condições para se fixar no calendário anual dos grandes eventos da cidade”, complementa Nuno Pires, também diretor da EV-Essência do Vinho.                                                                                 

O FRANCESINHA NA BAIXA insere-se no projeto “1ª Avenida - Dinamização Económica e Social da Baixa do Porto”, promovido pela Porto Vivo - Sociedade de Reabilitação Urbana, Porto Lazer e Câmara Municipal do Porto, e é organizado pela EV-Essência do Vinho.

Pelo festival também já passaram mediáticos chefes de cozinha - como Vitor Sobral, Rui Paula, Nuno Diniz e Rui Martins -, que reinterpretaram a francesinha em sessões de “cozinha ao vivo”. No próximo dia 16 será a vez de Luis Américo, seguindo-se Dalila e Renato Cunha, dia 17. No último dia, 18, as crianças poderão participar num momento só para elas, inspirado na temática da cozinha e orientado pela Nutrir.

O acesso ao FRANCESINHA NA BAIXA tem uma entrada de consumo obrigatório de 2€ por pessoa, valor que já no interior do recinto poderá ser trocado por uma cerveja. As degustações nos restaurantes variam entre os 2€ e os 12€ (entradas, francesinhas e sobremesas). A participação nas sessões de cozinha ao vivo é livre, mas sujeita a inscrição prévia no local.

O programa integral do evento está disponível online, em www.francesinhanabaixa.comƒ‚‚

Redação | WINE-A Essência do Vinho