Reinterpretar os tradicionais espantalhos com vista à integração dos mesmos na paisagem das vinhas alentejanas foi o desafio que a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) lançou aos alunos do Departamento de Artes Visuais e Design da Universidade de Évora (UE) e que resultou na apresentação a concurso de 20 esculturas contemporâneas, expostas em Évora, na Antiga Fábrica dos Leões, até à próxima quarta-feira.

De acordo com Dora Simões, presidente da CVRA, a iniciativa “faz uma aproximação entre o vinho e a arte, através da promoção de valores ligados à cultura e ao seu ensino, enaltecendo desta forma a riqueza e identidade da região vitivinícola alentejana”.

Os trabalhos, desenvolvidos em materiais não poluentes e por forma a afastarem as aves por efeitos de reflexão da luz solar e do som, já foram submetidos a uma primeira avaliação, através de um júri constituído por Clara Menéres (escultora e professora emérita da Universidade de Évora), Sebastião Resende (artista plástico), Virgolino Jorge (arquitecto), João Cutileiro (Eescultor), Nuno Pires (diretor da WINE-A Essência do Vinho) e Dora Simões (presidente da CVRA). Os finalistas deverão ser anunciados brevemente.


Redação | WINE-A Essência do Vinho