O Tributo 2010 (tinto), produzido no Tejo por Rui Reguinga, e o Soalheiro Alvarinho Primeiras Vinhas 2011 (branco), produzido em Melgaço pelo projeto familiar Vinus Soalheiro, foram os grandes vencedores do “TOP 10 Vinhos Portugueses”.

A prova decorreu no passado dia 7, no Palácio da Bolsa, horas antes da abertura ao público da 10ª edição do evento ESSÊNCIA DO VINHO - PORTO. Os restantes vencedores, conhecidos no jantar desse mesmo dia, na Casa da Música, foram: Guru 2011 (2º vinho branco, Douro), CV - Curriculum Vitae 2010 (2º vinho tinto, Douro), Pintas 2010 (3º vinho tinto, Douro), Terrenus Vinhas Velhas Reserva 2009 (4º vinho tinto, Regional Alentejano), Casa de Santa Vitória Grande Reserva 2008 (5º vinho tinto, Regional Alentejano), Passadouro Touriga Nacional 2010 (6º vinho tinto, Douro), Grande Rocim Reserva 2009 (7º vinho tinto, Alentejo) e Hexagon 2008 (8º vinho tinto, Península de Setúbal).

Os vinhos em prova (39 tintos e 14 brancos) foram pré-selecionados pela revista WINE - A Essência do Vinho, tendo obtido as melhores pontuações ao longo do último ano, naquela publicação. Os 10 mais bem classificados (8 tintos e 2 brancos) constituem o “TOP 10 (TEN) dos Vinhos Portugueses”, uma das mais referenciadas provas de vinhos nacionais da atualidade que, nesta edição, contou um júri constituído por elementos de sete países: Alemanha, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, Portugal e Suécia. A prova é organizada pela revista WINE em parceria com a ViniPortugal.

Nesta 10ª edição do ESSÊNCIA DO VINHO - PORTO foram também divulgados os prémios da WINE que distinguiram os “Melhores do Ano 2012”, no vinho e na gastronomia.        

Fernando Guedes (pai) foi considerado “Personalidade do Ano no Vinho” e o chefe de cozinha Nuno Mendes, do restaurante londrino Viajante, uma estrela Michelin, “Personalidade do Ano na Gastronomia”.

Ainda pela gastronomia, Dalila e Renato Cunha, do restaurante Ferrugem, em Famalicão, foram a dupla eleita como “Chefe de Cozinha do Ano”; o Fortaleza do Guincho, em Cascais, uma estrela Michelin, foi eleito “Restaurante Gastronómico do Ano”; o The Yeatman, em Gaia, uma estrela Michelin, o “Restaurante com Melhor Serviço de Vinhos”; e a cidade de Guimarães foi considerada “Destino Gastronómico do Ano”.

De regresso ao vinho, a Quinta do Vallado, no Douro, foi eleita “Produtor do Ano”; David Baverstock, enólogo do Esporão e Quinta dos Murças, foi o “Enólogo do Ano”; o vinho Niepoort VV - Vinho Velho, um Porto Tawny, considerado “Vinho do Ano”; o projeto Aphros, na região dos Vinhos Verdes, “Produtor Revelação do Ano”; e Arnaud Vallet, do restaurante Vila Joya, Algarve, duas estrelas Michelin, foi eleito “Sommelier do Ano”.

Na mesma cerimónia, a Câmara Municipal do Porto entregou os prémios portugueses “Best Of Wine Tourism 2013” à Quinta do Vallado (Douro, vencedor internacional na categoria ´Arquitetura e Paisagens´”, Quinta do Crasto (Douro, vencedor nacional na categoria ´Serviços de Enoturismo’) e The Yeatman (vencedor nacional na categoria ‘Restaurantes Vínicos’).

A noite encerrou com um showcase dos GNR, que também apresentaram oficialmente dois vinhos tintos, elaborados em parceria com o enólogo Luis Duarte, ambos da colheita 2011: “Desnorteado em Estúdio” e “Desnorteado in Vivo”.


Disponível para download:

/ TOP 10 VINHOS PORTUGUESES (pdf)
/ MEMBROS DO JÚRI INTERNACIONAL DO TOP 10 (pdf)
/ OS MELHORES DO ANO 2012 (pdf)



Jose João Santos | WINE-A E Essência do Vinho