O ano de 2011 corre o sério risco de se tornar uma colheita clássica de Porto Vintage e os exemplares que vão sendo conhecidos são de grande qualidade. Esta quinta-feira, nas renovadas Caves Grahams, em Vila Nova de Gaia, a família Symington mostrou oito Vintages.

Uma das maiores novidades é o Grahams The Stones Terraces, obtido a partir de duas pequenas vinhas em socalcos de xisto da Quinta dos Malvedos. A ele juntam-se o Grahams Vintage 2011, o Cockburns Vintage 2011, Dow Vintage 2011, Quinta de Roriz Vintage 2011, Warres Vintage 2011, Quinta do Vesúvio e o Quinta do Vesúvio Capela Vintage 2011, provavelmente o mais exótico e interessante dos Vintage declarados.

Paul e Charles Symington conduziram a prova, recordando o ano de colheita que acabaria por revelar condições ideais na vindima. O patamar dos vinhos em prova é muito elevado e apesar de estarem já aptos para consumo, alcançando uma combinação difícil entre potência e elegância, sempre difícil nesta fase, a generalidade promete também envelhecer condignamente ao longo de várias décadas. Por tudo isto, os apreciadores e investidores devem ficar atentos aos Vintage de 2011.

JJS | WINE - A Essência do Vinho