Criado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) para oferecer um contacto mais próximo entre produtores de vinho, trade e consumidores, o "Circuito Brasileiro de Degustação" concluiu, na última semana, a primeira etapa do ano, registando uma participação recorde de 1.700 pessoas.

A iniciativa abrangeu as capitais da Região Sul  - Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre -, contando uma vez mais com o apoio da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Seguir-se-á a etapa Sudeste, colocando na rota desta degustação itinerante as cidades do Rio de Janeiro e de Belo Horizonte, entre os dias 3 e 6 de junho.

“O foco principal do Circuito é o público especializado, gerando assim oportunidades de negócios para as vinícolas. Mas a participação do consumidor final é igualmente importante, pois mostra que os brasileiros reconhecem a qualidade dos vinhos feitos no país”, avalia Diego Bertolini, gerente de marketing do Ibravin.

A primeira etapa do Circuito foi também o mote para o lançamento de nova edição do "Anuário Vinhos do Brasil". De acordo com o diretor executivo do Ibravin, Carlos Raimundo Paviani, a publicação reúne "informações sobre a produção de vinhos, o mercado, as inovações e as perspetivas do sector, sendo um importante instrumento de apresentação institucional e promocional do sector vitivinícola”. Inclui ainda uma das maiores provas cegas já feitas a vinhos brasileiros, com mais de 550 rótulos. Os resultados foram organizados por categorias (tintos, brancos, espumantes, rosés, vinhos de sobremesa), com a classificação dos melhores, segundo Marcelo Copello, diretor da Baco Multimídia, editora parceira do Ibravin no desenvolvimento do anuário.


Redação | WINE-A Essência do Vinho