Nos últimos 10 anos, o "Essência do Vinho - Porto" afirmou-se como “a principal experiência do vinho em Portugal”. E ainda recentemente, em fevereiro, registou um novo recorde de visitantes, de cerca de 23.000 pessoas, profissionais e consumidores, jornalistas e líderes de opinião, não apenas de Portugal como de outros países. Dez anos volvidos, o evento internacionaliza-se, no Centro de Convenções Sul América (Cidade Nova - Centro), no Rio de Janeiro, nos próximos dias 2 e 3 de maio.

Nesta edição de estreia, o "Essência do Vinho - Rio de Janeiro" apresenta, em prova livre, centenas de vinhos, maioritariamente de Portugal, Argentina, Chile, Uruguai, Espanha, França, Itália, Alemanha, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia e do próprio Brasil. Em alguns casos, os produtores estarão presentes e noutros estarão representados pelas mais conhecidas importadoras brasileiras de vinho que atuam, muito em particular, no Rio.

Seguindo o mesmo conceito das edições portuguesas (do Porto e do Funchal), o "Essência do Vinho - Rio de Janeiro" não é apenas dirigido a profissionais da hotelaria, restauração e outros agentes económicos relacionados com o setor do vinho, mas também a enófilos, consumidores e potenciais consumidores. Na atualidade, o consumo de vinho médio anual per capita no Brasil é de 2 litros (contra os cerca de 47 lt. em Portugal), mas tem apresentado claros sinais de crescimento e expansão. O vinho, em particular o europeu, desperta hoje grande curiosidade junto de uma faixa cada vez mais importante de consumidores brasileiros, sendo aquele país um dos principais destinos da exportação de vinhos portugueses.

Vinhos portugueses "de sonho"
e a história do Brasil contada por Portos

Tal como acontece em Portugal, outro dos fatores de diferenciação do "Essência do Vinho - Rio de Janeiro" reside na realização de provas temáticas, orientadas por reputados especialistas e críticos do vinho.

Logo no dia de abertura, a prova “Vinhos Portugueses de Sonho”, liderada pelo crítico de vinhos da revista WINE - A Essência do Vinho, Rui Falcão, reunirá exemplares das três grandes tipologias de vinhos fortificados do nosso país: Vinho do Porto, Vinho Madeira e Moscatel de Setúbal. Na prova serão degustados os moscatéis José Maria da Fonseca de 1955 e JMF Trilogia, os Portos Wiese & Krohn 1863 e Andresen 1910, e os Madeira Barbeito 1834 e Pereira d’Oliveira Verdelho 1850.

“Portugal deve afirmar-se pela positiva e sempre que possível mostrar e potenciar o que de melhor pode oferecer. Neste particular trata-se de apresentar no Brasil, uma economia emergente e com consumidores cada vez mais esclarecidos e exigentes, vinhos Super Premium, de uma grandeza incomparável, únicos, sob múltiplos aspetos. Reunimos um conjunto de vinhos que perfaz uma soma comercial superior a 20.000€, mas que não tem preço pela raridade, pelo facto de representar três tipologias que ajudam a diferenciar Portugal no mundo do vinho. E a verdade é que não há registo de no Brasil ter sido antes realizada uma prova como esta”, sublinha Nuno Pires, diretor da Essência do Vinho Brasil.

Ainda nesse dia, realce para a Tasca d’Almerita, eleita pelo guia “Vini d’Italia - Gambero Rosso” o melhor produtor italiano de 2012. O projeto familiar, que leva já oito gerações e é parte integrante da história da Sicília, promove no "Essência do Vinho - Rio de Janeiro" uma prova vertical de Tasca d´Almerita Cabernet Sauvignon, o primeiro Cabernet Sauvignon siciliano. O wine expert Nicola Massa e o jornalista e crítico de vinhos brasileiro Alexandre Lalas conduzem a prova vertical, que inclui colheitas dos anos 2002, 2003, 2005, 2006 e 2007.


Alexandre Lalas, também consultor do evento "Essência do Vinho - Rio de Janeiro", lidera uma viagem pelos vinhos do Chile e António Soares Franco, administrador da JMF, apresenta rótulos emblemáticos, muitos dos quais o público brasileiro bem conhece. A programação de ações temáticas do dia inaugural do evento culmina com uma harmonização enogastronómica, com Vinho do Porto e chocolate, da responsabilidade do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP).

No segundo dia do evento, o "Essência do Vinho - Rio de Janeiro" assume o desafio de contar a história do Brasil… com Vinhos do Porto. O português Rui Falcão e o brasileiro Alexandre Lalas vão conduzir uma prova com Vinhos do Porto datados, de anos memoráveis para o Brasil: 1889 (implantação da República brasileira), 1930 (ano em que Getúlio Vargas foi empossado Presidente do Brasil), 1950 (primeiro Campeonato do Mundo de futebol realizado no Brasil), 1958 (primeiro Mundial ganho pelo “escrete”), 1960 (ano em que a capital se muda do Rio de Janeiro para Brasília) e 1985 (o fim da ditadura militar e o regresso à democracia).

Ainda nesse segundo dia de evento, o produtor português Domingos Alves de Sousa, apresenta alguns vinhos da sua autoria, o mesmo acontecendo com os Alvarinhos das Quintas de Melgaço. Somam-se mais duas provas temáticas, de vinhos argentinos e de espumantes brasileiros.

O "Essência do Vinho - Rio de Janeiro" é uma produção da empresa Essência do Vinho Brasil.     


/ Programa completo para download: PDF.


José João Santos | WINE-A Essência do Vinho