A Sogevinus, grupo que detém as casas Kopke, Burmester, Cálem e Barros, é líder no mercado nacional de Vinho do Porto, de acordo com o "Relatório Anual de Consumo de Bebidas Alcoólicas” do “International Wine & Spirit Research", agora publicado. Para isso contribuiu o crescimento de 9% no mercado interno, registado em 2012, merecendo lugar de destaque a marca Calém, com um crescimento de 12% face ao período homólogo, o que se traduz numa quota de mercado de 23,5% e um volume de vendas total de cerca de 2,6 milhões de garrafas em Portugal. 

Também os últimos dados do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP) divulgados, referentes às vendas consolidadas de Vinho do Porto em 2012, reforçam a liderança da Sogevinus, atribuindo-lhe o primeiro lugar no ranking de vendas em Portugal, alcançando uma quota de mercado de 25%. Entre as diferentes categorias de Vinho do Porto, a Sogevinus é também líder absoluta (mercado nacional e internacional) na categoria Porto Colheita.

Para Gonzalo Pedrosa, diretor-geral da Sogevinus, esta posição é fruto de um trabalho de equipa, que começa na vinha e termina junto dos consumidores finais. "Contando com um portefólio de marcas de elevado prestígio e com posicionamentos e estratégias muito próprios e complementares entre si, consideramos responder a diferentes perfis de consumidores, que se tornam fiéis às marcas e são eles também embaixadores dos nossos vinhos", sublinha. A Cálem é disso exemplo, sendo de realçar as 180.000 visitas registadas às caves  de V.N. de Gaia, em 2012.


Redação | WINE-A Essência do Vinho