A Quinta da Lixa, produtor de Vinhos Verdes da sub-região do Sousa, triplicou a capacidade de produção, tendo agora a possibilidade de engarrafar 9.000 garrafas por hora, ou seja, seis milhões por ano. Para isso concorreu um investimento total de quatro milhões de euros numa nova linha de produção e na aquisição de uma nova propriedade.

Óscar Meireles, administrador da Quinta da Lixa, destaca que "a grande inovação desta nova linha está, essencialmente, na tecnologia de enchimento, de higienização e controlo, de inspeção de qualidade e na utilização de bicos automáticos na enchedora". Acrescenta: "A economia de escala é, para nós, muito importante, pois com ela conseguimos ser mais competitivos sem termos de sacrificar a qualidade, que é um dos pontos fundamentais de crescimento sustentado da empresa, a produção de vinhos com uma qualidade cada vez mais elevada”.

Já a nova propriedade, de nome Quinta Nova, tem um total de 33 hectares e vai aumentar a produção de uva da empresa em 350 toneladas, quando estiver totalmente concluída a plantação de vinha, em meados de 2015. Com esta nova aquisição, a Quinta da Lixa passa a ter um total de seis propriedades, incluindo as Quintas de Sanguinhedo, da Corredoura, dos Lagareiros e do Souto.


Redação | WINE-A Essência do Vinho