Japão e Singapura são os dois novos mercados que passam a integrar o Plano de Promoção da ViniPortugal para 2014, representando um investimento de cerca de 200 mil euros, que se traduz num conjunto de ações de formação e educação para profissionais, jornalistas especializados e canal horeca. As novas metas e oportunidades em mercados internacionais foram apresentadas no "Fórum Vinhos de Portugal", que teve lugar na quinta-feira, no Palace Hotel Curia.

Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, salientou "as múltiplas oportunidades que existem em mercados que não estão a ser trabalhados", como África e Ásia, onde existe procura e consumo de vinhos com qualidade. A exemplo, destacou Japão "com mais de 16.000 escanções, especialistas que têm conhecimento sobre o vinho e conhecem a história de Portugal, mas onde o vinho português está ainda sub-representado".

O responsável destacou também que, embora a promoção dos Vinhos de Portugal permaneça focada nos dez mercados estratégicos para as exportações dos vinhos portugueses e nos dois novos, mais distantes e por isso menos fáceis de trabalhar, "existem destinos que podem ser abordados diretamente pelos produtores, num trabalho minucioso e continuado". "É o caso de Marrocos, pela proximidade e afinidade que tem com Portugal. Não tem a dimensão dos dez mercados estratégicos mas importa 18 milhões de euros e Portugal pode tentar conquistar uma boa posição", acrescenta.  

 

Redação | WINE-A Essência do Vinho