Pela primeira vez, em 2013 a quota de mercado de exportações de Porto premium foi superior a 21% em quantidade e 40% em valor, tendo como principais destinos Reino Unido, EUA, França, Canadá e Holanda. Até agora, o melhor ano para as categorias especiais do vinho do Porto tinha sido 2007, com quotas de mercado de 20,7% em quantidade e 37,7% em valor. 

De destacar a saída de 1,7 milhões de caixas de categorias especiais de vinho do Porto, que se traduziu num crescimento de 3,1% em quantidade e 8,6% no preço médio. A categoria que mais contribuiu para este crescimento foi o Vintage, com o Vintage 2011 a representar 50% da quantidade exportada deste tipo de vinho. Nesta categoria registou-se um aumento de 87% com 91 mil caixas, mais 510 mil garrafas do que no ano anterior. Os Reserva também continuam a liderar nas categorias especiais, com 700 mil caixas, tendo registado um aumento de 4,1% em quantidade, mais 331 mil garrafas do que em 2012. O vinho do Porto com indicação de idade cresceu 2,3% e os Colheitas 2,2%.

Para Manuel de Novaes Cabral, presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP), estes resultados “refletem o empenho do setor no sentido da valorização do produto. O mérito é das empresas que se dedicam dia a dia a inovar e a levar este vinho do Porto cada vez mais longe”. 

 

Redação | WINE - A Essência do Vinho