O Terreiro do Paço volta a receber o “Peixe em Lisboa”, o maior festival gastronómico nacional dedicado aos produtos do mar e rio, de 3 a 13 de Abril, no Pátio da Galé. Restaurantes, chefes de cozinha, aulas culinárias e mercado gourmet são a base deste evento que enaltece os peixes e mariscos da costa portuguesa, conjugando-os com a criatividade de restaurantes e chefes de cozinha.

Uma das novidades da 7ª edição do “Peixe em Lisboa” é a colocação de um Auditório, na Praça do Comércio, equipado com cozinha de demonstração e plateia, que resulta num aumento de 140 lugares sentados, passando assim para um total de 526.

A iniciativa do Turismo de Lisboa conta já a confirmação de alguns dos mais conceituados chefes da atualidade, incluindo o italiano Moreno Cedroni (restaurante Madonnina del Pescatore, Ancona, duas estrelas Michelin), o espanhol Josean Alija (restaurante Nerua do Museu Guggenheim, em Bilbau, uma estrela Michelin) ou ainda o brasileiro Thiago Castanho (restaurante Remanso do Peixe, em Belém). O cartaz de apresentações de cozinha ao vivo no Auditório do evento terá também a participação de nomes consagrados na cena gastronómica portuguesa, como João Rodrigues (Altis Belém, Lisboa, uma estrela Michelin), Miguel Laffan (restaurante L’And, Montemor-o-Novo, Alentejo, uma estrela Michelin), Pascal Meynard (hotel Four Seasons Ritz Lisboa), Hélio Loureiro (chefe da Seleção Portuguesa de Futebol), Kiko Martins (restaurante O Talho, Lisboa), Vitor Sobral (Tasca e Cervejaria da Esquina, Lisboa). Nas próximas semanas, a organização anunciará dois outros nomes.

O “Peixe em Lisboa” terá uma dezena de restaurantes em funcionamento contínuo, do meio-dia à meia-noite, com uma oferta variada de degustações de peixes e mariscos: Assinatura, José Avillez, O Nobre, Ribamar, Umai / Izakaya e Vitor Sobral – Tasca e Cervejaria da Esquina, repetem a presença; o restaurante Arola regressa e Avenue, Bica do Sapato e Claro! estreiam-se no evento.

Outra novidade consiste na introdução de uma terceira senha de degustação, no valor de 2€, que permitirá aos restaurantes a elaboração de menus mais diferenciados, apresentando propostas finais entre os 4€ e os 12€. As senhas de degustação de 5€ e 8€ mantêm-se, desde a primeira edição do “Peixe em Lisboa”, bem como as condições de acesso ao evento: 15€ por pessoa (que incluem duas degustações de 5€ no período de almoço, de segunda a sexta-feira, e uma senha de degustação de 5€, no restante período do dia e ao fim de semana; no “Dia Económico”, que se repetirá este ano, em 7 de abril, ao longo de todo o dia, os visitantes receberão duas senhas de 5€).


Pastel de Nata, debates e novos valores

Ao longo de 11 dias, o “Peixe em Lisboa” terá vários pretextos de visita. Uma vez mais apresentará o concurso “O Melhor Pastel de Nata”, que está a suscitar enorme curiosidade e um número recorde de inscrições, a ponto de ser necessária a realização de pelo menos uma sessão de pré-seleção. Os finalistas vão apresentar-se a concurso no “Peixe em Lisboa”, no dia 9 de abril.

No “Mercado Gourmet” será possível provar e adquirir centenas de produtos, de peixe fresco a conservas, sem esquecer vinhos, azeites, gelados, doçaria tradicional e utensílios de cozinha. Diariamente, os visitantes poderão aprender dicas e truques culinários com chefes, em divertidas aulas de cozinha.

O festival gastronómico também promoverá três debates: dia 4, a especialista e investigadora gastronómica Paulina Mata convida chefes de cozinha a analisarem as potencialidades do recurso à pele do peixe para confeções culinárias; dia 7, José Avillez desafia personalidades de diferentes áreas para uma reflexão sobre criatividade; e dia 8 é proposto “Um Olhar Exterior sobre a Cozinha Portuguesa”, a partir das visões do crítico gastronómico espanhol Carlos Maribona (diário “ABC” e blogue “Salsa de Chiles”), Sergi Arola (chefe de cozinha catalão, com restaurantes estrela Michelin no país vizinho e diversas consultorias fora do país, incluindo no hotel Penha Longa, em Sintra), o austríaco Kurt Gillig (diretor do hotel algarvio Vila Vita Parc, que possui o duas estrelas Michelin The Ocean) e o chefe sérvio Ljubomir Stanisic (100 Maneiras, Lisboa).

O “Peixe em Lisboa” continua a sublinhar o trabalho de novos valores, apadrinhando a segunda edição de “Sangue na Guelra”. Dia 5 de abril, no Auditório do evento, haverá show cooking dos chefes convidados tendo como tema “O Polvo”. Seguem-se dois jantares, dias 6 e 7, no 1300 Taberna de Nuno Barros, em Lisboa, com as presenças de Nacho Baucells e Hérnan Luchetti, subchefes do restaurante El Celler de Can Roca, em Girona, Espanha (três estrelas Michelin e primeiro posicionado na lista dos “50 Melhores Restaurantes do Mundo” da publicação britânica “The Restaurant”), Alessandro Negrini, chefe do Il Luogo di Aimo e Nadia (restaurante de Milão, Itália, duas estrelas Michelin), Leandro Pereira, subchefe do Noma (restaurante duas estrelas Michelin, Copenhaga, Dinamarca), Sven Wassmer, do Focus (restaurante duas estrelas Michelin, Suíça), João Alves, subchefe do restaurante The Yeatman, em V.N. de Gaia (estrela Michelin), Carlos Fernandes (chefe pasteleiro do M.B. – Martin Berasategui, duas estrelas Michelin, Tenerife, Espanha) e Maria Malheiro (chefe pastelaria, do The Ocena, Algarve, duas estrelas Michelin). Por fim, dia 10 há nova edição da sessão “Jovens Talentos da Gastronomia”, em parceria com a revista “InterMagazine”, que pretende destacar promissores cozinheiros portugueses.

O “Peixe em Lisboa” é uma organização da Associação de Turismo de Lisboa, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e produção da EV – Essência do Vinho.

Mais novidades sobre o programa da 7ª edição serão anunciados em breve e também atualizadas no sítio www.peixemlisboa.com

 

Redação | WINE – A Essência do Vinho