É já esta semana, de 22 a 24 de abril, que São Paulo volta a ser palco da "Expovinis Brasil", reconhecida como a mais importante feira do setor vitivinícola na América Latina. Tirando partido dos números que pautam o sucesso deste evento - em 2013 registou-se mais de 19 mil visitantes, 9% dos quais profissionais -, a ViniPortugal volta também a este palco para a promoção dos vinhos portugueses no mercado brasileiro.

No espaço da ViniPortugal - stand 040 do Pavilhão Azul, no Expo Center Norte - serão organizados vários seminários sobre a diversidade dos Vinhos de Portugal. Orientados para a formação do trade e consumidor, com o envolvimento de todas as entidades portuguesas presentes, são eles: no primeiro dia, "Harmonização de Vinhos do Porto com Queijos", às 17h, por Carlos Cabral, e "Excelentes 7 Vinhos Portugueses de todas as Regiões de Portugal", às 18h30, por Eduardo Milan; segue-se, a 23, "Vinhos do Alentejo Brancos", às 14h, por Rui Falcão, "Explore o Alentejo - Uvas Únicas", às 17, também por Rui Falcão, e "A importância das Adegas Cooperativas na Produção de Vinhos de Qualidade em Portugal", às 18h30, por Jaime Quendera; no último dia, "Vinhos do Porto Dalva Brancos Velhos Secos e Clássicos", às 14h, por Rui Falcão, nova sessão sobre "Excelentes 7 vinhos portugueses de todas as regiões de Portugal, às 17h, por Eduardo Milan, e "Região dos Vinhos de Lisboa e o Atlântico", às 18h30, por Alexandre Lalas; e ainda, nos três dias do evento, sempre às 15h30, "Os 50 grandes Vinhos de Portugal para o Brasil", por Dirceu Vianna Junior.

Para Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, "o novo formato da presença da ViniPortugal nesta edição da 'Expovinis' reflete a notoriedade dos nossos vinhos e uma promoção que passa a estar centrada na educação". E completa: "Ao longo de 2014, a ViniPortugal promoverá várias ações de promoção dos vinhos portugueses, pois é muito importante reforçar o nosso posicionamento neste mercado, no qual Portugal balança entre a 3ª e 4ª posição enquanto fornecedor de vinho. Com muito mérito os produtores conseguiram conquistar um preço médio alto para os seus vinhos e uma conotação muito positiva".

 

Redação | WINE-A Essência do Vinho