A Quinta do Pessegueiro, um dos mais recentes projetos do Douro, localizado em Ervedosa do Douro, São João da Pesqueira, apresentou esta terça-feira (27 de maio) as colheitas 2011 dos vinhos Quinta do Pessegueiro e Aluzé num almoço realizado no Porto, no restaurante Pedro Lemos.

De acordo com os responsáveis, estes vinhos, com enologia de João Nicolau de Almeida, "resultaram de um ano vitícola que conheceu um inverno muito chuvoso, seguido de uma primavera quente, marcada, no entanto, por algumas chuvas. Tal permitiu um desenvolvimento vegetativo vigoroso da videira. Os meses de junho e julho, por sua vez, foram bastante quentes e secos. O mesmo aconteceu no mês de agosto, apesar das chuvadas ocasionais, permitindo que a maturação das uvas terminassem em pleno equilíbrio".

O Quinta do Pessegueiro 2011, obtido a partir de Vinhas Velhas (40%), Touriga Nacional (40%) e Touriga Franca (20%) apresenta um aspeto límpido cor violeta intensa, aroma complexo e franco, boca sedosa com grande volume, taninos maduros e final longo e persistente. O Aluzé 2011, resultado da combinação de 20% de Vinhas Velhas, 50% de Touriga Nacional e 30% de Touriga Franca, destaca-se por um aroma mais fresco a fruta vermelha fresca, cereja, groselha, variando para ervas aromáticas como o alecrim. 

Outras das novidades apresentadas no mesmo almoço foi o novo Aluzé branco 2013, obtido a partir das castas Gouveio (40%) e Cerceal (40%) de uma vinha de 50 anos de Vilarouco (São João da Pesqueira) e também de Vinha Velha, constituída maioritariamente por 20% de Rabigato de Muxagata (Vila de Foz Côa). Realça-se como um vinho límpido e brilhante de cor dourada pálida, sobressaindo pêras e physalis no nariz, bem como a mineralidade do xisto.

 

Nuno Pires | WINE-A Essência do Vinho