Depois do sucesso obtido com o Scion, um Vinho do Porto pré-filoxérico lançado há quatro anos, a Taylors anuncia outra raridade, o  Taylors Single Harvest Tawny 1863.

Este Vinho do Porto, que esteve em casco durante mais de século e meio, é também um vinho anterior à praga da filoxera e apresenta-se num decanter de cristal, em caixa de madeira e com um certificado personalizado assinado pelo diretor-geral da Taylors, Adrian Bridge. Tem cor mogno e uma paleta aromática imensa: “Madeira de carvalho serrada e baunilha, noz-moscada, pimenta preta e gengibre, nozes, massapão, caramelo, mocha, notas de figo e bolo de ameixa”, garante a Taylors, que também destaca “a doçura e acidez em perfeita harmonia”.

Quem conseguir provar este vinho será um privilegiado, dado que das 1.650 garrafas apenas 200 estão destinadas ao mercado português, pelo preço unitário de 3.000€.

Redação | WINE - A Essência do Vinho