Porto homenageou um dos ícones gastronómicos da cidade, a francesinha. Entre eternos apaixonados e recém seduzidos, foram mais de 18.700 os visitantes da terceira edição do festival FRANCESINHA NA BAIXA, que terminou domingo, na Praça D. João I… 11 dias e 18.432 francesinhas depois.

Duas dezenas de propostas de francesinhas convenceram várias gerações de visitantes nacionais e estrangeiros, de visita à cidade. Os menus tiveram assinatura de cinco restaurantes: BB Gourmet, Capa Negra, Cufra, Porto Beer e Santiago. Combinando tradição e contemporaneidade, os chefes de cozinha Arnaldo Azevedo, Hernâni Ermida, Luis Américo e Luisa Ginoulhiac aceitaram o repto de reinterpretar a famosa iguaria tripeira, atribuindo-lhe novos ingredientes em sessões de cozinha ao vivo.

Por falar em combinações, as cervejas Super Bock, Original e a nova coleção de cervejas artesanais Super Bock Selecção 1927, harmonizaram na perfeição com as diferentes francesinhas, tendo sido consumidos mais de 6.000 litros de cerveja no festival.

FRANCESINHA NA BAIXA constituiu a derradeira etapa dos festivais SUPER GASTRONÓMICOS, que a Super Bock e a EV-Essência do Vinho promoveram este ano pelo país – Lisboa, Setúbal, Leiria, Vilamoura, Bragança e Porto. Organizados pela Super Bock e pela EV-Essência do Vinho, os SUPER GASTRONÓMICOS totalizaram mais de 48.000 visitantes.


Redação | WINE-A Essência do Vinho